18 agosto 2017

Enfado

"Enfadais ao Senhor com vossas palavras; e ainda dizeis: Em que o enfadamos? Nisto, que dizeis: Qualquer que faz o mal passa por bom aos olhos do Senhor, e desses é que ele se agrada; ou onde está o Deus do juízo?" (Malaquias 2:17)

Deus está cansado das atitudes do povo de Israel. Enfado puro. Obviamente que se trata de uma expressão figurada, naquilo que a teologia chama de expressão antropopática, usada para transmitir emoções divinas com palavras perceptíveis para nós. O povo e os líderes estavam insensíveis ao pecado. Para piorar, clamavam por juízo e culpavam Deus.

Quantas vezes, nós também cansamos O Senhor Deus com palavras e atitudes pecaminosas? Nem imagino as centenas de vezes que tenho enfadado e desgostado Deus. O mal nunca está em Deus, está em nós. Arrependimento e mais santidade são as atitudes que Deus quer ver em nós.

14 agosto 2017

Deus ouve e intervém com justiça

"Vede entre as nações, e olhai, e maravilhai-vos, e admirai-vos; porque realizo, em vossos dias, uma obra, que vós não crereis, quando vos for contada." (Habacuque 1:5).

O livro de Habacuque descreve o diálogo entre o profeta e Deus. Habacuque clama por justiça e pela intervenção do Senhor. Parecia que O Senhor estava distante e sem se importar com tantas injustiças e violência. O versículo 5 é o início da resposta divina. O Senhor diz que todos iriam ficar admirados e maravilhados com a Sua intervenção. Deus iria usar outros povos para punir as maldades do povo de Judá. Podemos tirar algumas lições deste primeiro capítulo.

1. Deus ouve sempre os nossos lamentos e orações. Conhece todas as injustiças.

2. A intervenção do Senhor é admirável e transcende as nossas preces e pensamentos.

3. O Senhor é soberano para usar outras pessoas, mesmo ímpios, para nos lembrar de quem Ele é e daquilo que quer realizar.

4. Só Deus é justo e a sua obra, ainda que que seja punitiva, é sempre santa e justa.

11 agosto 2017

Deus é melhor que tudo

"Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem são as que Deus preparou para os que o amam." (1 Coríntios 2:9).

Podemos ficar deslumbrados com a beleza deste planeta e com as maravilhosas coisas criadas pelo Senhor, mas nada, mesmo nada, superará o deslumbramento e a admiração que sentiremos quando estivermos perante a face do Deus Altíssimo. As coisas que estão ocultas em Deus são maiores e melhores do que todas as coisas que conhecemos. Este versículo, que é uma alusão a Isaías 64:4, mostra também que aqueles que amam e esperam no Senhor serão recompensados, aqui e na eternidade. Deus continua a trabalhar para e com aqueles que O amam. Aquilo que O Pai é, faz e preparou para nós, será sempre muito melhor do que tudo o que nós podemos imaginar, pensar ou sonhar. Deus é melhor.

09 agosto 2017

Quem me julga é o Senhor

"Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós ou por algum juízo humano; nem eu tampouco a mim mesmo me julgo. Porque em nada me sinto culpado; mas nem por isso me considero justificado, pois quem me julga é o Senhor. Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas e manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá de Deus o louvor." (1 Coríntios 4:3-5).

Somos muito rápidos a emitir juízos sobre as outras pessoas. Falo contra mim (por exemplo a frase anterior ela própria é um juízo sobre a prática dos juízos). Os líderes normalmente são os mais criticados. A verdade, é que muitos deles põem-se a jeito para que sejam mesmo julgados. Paulo, contudo, diz que não temia nem fazia julgamentos.

Existiam pelo menos três razões para não darmos demasiada importância aos juízos humanos. Primeira - A única Pessoa que nos julga bem é O Senhor. Deus é o único que conhece todos os factos e intenções. Ele é justo juiz. Segunda - Quando andamos em paz e de consciência tranquila, como Paulo andava, não existem razões válidas para nos sentirmos culpabilizados. Terceira - O julgamento é uma coisa futura. Julgar agora é uma precipitação vã. É não entender a vontade e a agenda divina.

08 agosto 2017

Confiar só no Senhor

"Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor! Bendito o varão que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor." (Jeremias 17:5,7).

O homem que confia em si mesmo, não é abençoado. Quando alguém confia na sua força, poder ou em qualquer outra pessoa, está implicitamente a não confiar em Deus e na Sua Palavra. A nossa força não tem força suficiente para resolver os nossos problemas. O coração humano é demasiado enganoso e perverso para que possa ser digno da nossa confiança (Jr 17:9). Feliz e abençoado será o homem que deposita a sua confiança, não no homem, mas em Deus. Ele é o Senhor. É o único digno de confiança. Deus é a fonte de toda a esperança. Vale sempre a pena confiar no Senhor. Confiar na Sua Obra, confiar na Sua Palavra, confiar na sua provisão e cuidado. Que Deus me ajude a confiar sempre nEle.