23 junho 2017

Toda a Escritura

"Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente instruído para toda boa obra." (2 Timóteo 3:16-17).

Perante os tempos trabalhosos que estavam prestes a chegar, o Apóstolo Paulo exorta o jovem pastor Timóteo a permanecer na sã doutrina e a pregar toda a Escritura. A Palavra de Deus não só é proveitosa para ensinar, corrigir e instruir, salva-nos, aperfeiçoa-nos e preparar-nos para a vida. Meditar nas Escrituras infunde-nos vida, esperança, saúde espiritual.

Entretanto, tenho pensado no perigo que existe quando isolamos versículos bíblicos. Até mesmo nas nossas meditações devocionais pode acontecer isso. Retalhar a Palavra de Deus, tirando-a do seu contexto, do enquadramento histórico, retirar as palavras da Palavra, da própria passagem e do respectivo livro, desconsiderando a intenção original, pode gerar erros e equívocos graves. É toda a Escritura que é divinamente inspirada. É bom meditar num versículo, mas é melhor ler todo o Livro.

Somos chamados a considerar e a "anunciar todo o conselho de Deus" (Actos 20:27). Quanto mais entendermos os detalhes do contexto, os contornos do texto, a intenção original do Espírito Santo, melhor aplicaremos os princípios imutáveis das Escrituras na nossa vida. Entender bem o contexto é o melhor caminho para aplicar e viver bem o texto. Crer e viver toda a Escritura.

22 junho 2017

Entregando tudo ao Senhor

"Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará." (Salmo 37:4)

Como imagem de fundo do ecrã do meu monitor do escritório, tenho a citação deste poderoso versículo. Entregar o nosso caminho ao Senhor é o nosso desafio diário. Não só entregarmo-nos ao único que nos pode salvar, mas também entregar tudo ao único que nos pode conduzir no caminho. Não que essa entrega seja um passe de mágica que resolve todos os nossos problemas, mas essa entrega, vai certamente encher-nos de vida, paz e confiança. Vida, porque Deus é O dador e Senhor da vida. Descanso, porque podemos ter a certeza que Ele sabe e pode cuidar bem das nossas circunstâncias. Confiança, porque sabemos que Deus não desampara quem nele confia. Queremos resolver todos os nossos problemas, mas o salmista diz que a nossa tarefa é entregá-los ao Senhor e confiar nele. Deus agirá segundo o seu poder e vontade, para o nosso bem. Entregar tudo, porque Ele tudo fará. Ele pode tudo.

19 junho 2017

O perfeito amor lança fora o temor

"No amor, não há temor; antes, o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor." (1 João 4:18).

Se nada pode separar um cristão do amor de Deus (Rm 8:35-39), temer o quê? Quem é amado e ama a Deus nada teme. Isto não significa que não podemos sentir receio perante situações ou circunstâncias dramáticas, nem quer dizer que tomemos uma atitude sobranceira e arrogante perante os outros e a vida, isto demonstra que quem confia no perfeito amor de Deus está sempre seguro. O amor de Deus é a nossa grande segurança. O nosso amor por Ele é muito fraco e inconstante, mas o amor de Deus por nós é portentoso e perene. Medos, temores e dúvidas demonstram que ainda temos que crescer muito no grande amor de Deus. O temor traz consigo a penalidade da inquietação, o perfeito amor lança fora o temor e dá-nos uma maravilhosa e inexplicável paz.

17 junho 2017

Sujeitai-vos a Deus

"Sujeitai-vos, pois, a Deus; resisti ao diabo, e ele fugirá de vós."
(Tiago 4:7)

Sujeitamo-nos a Deus quando reconhecemos que O Senhor é Senhor da nossa vida. Esta sujeição não é passiva, antes é uma confiança activa. Confiança que o poder da graça de Deus na nossa vida é melhor que as nossas melhores ideias. A nossa resistência ao diabo tem por isso que estar baseada no sangue de Jesus. Quando o Filho do Deus vivo se sujeitou ao Pai e foi obediente até à morte, venceu o diabo e todas as forças malignas. Quando nos sujeitamos e obedecemos à vontade de Deus, estamos de facto a resistir ao diabo. Satanás conhece bem o poder e o valor do sangue santo do Senhor Jesus Cristo. É um sangue poderoso para nos purificar de todo o pecado. O caminho para vencermos as tentações é o caminho da cruz. O cristão não está imune às tentações e ao mal, mas quando vivemos debaixo da potente mão de Deus, o diabo sempre se afastará de nós.

13 junho 2017

Edificando com Deus

"Senhor, ninguém há como tu, e não há Deus além de ti, conforme tudo quanto ouvimos com os nossos ouvidos. [...] Agora, pois, Senhor, a palavra que falaste de teu servo e acerca da sua casa, seja certa para sempre; e faze como falaste. Confirme-se com efeito, e que o teu nome se engrandeça para sempre, e diga-se: O Senhor dos Exércitos é o Deus de Israel, é Deus para Israel; e fique firme diante de ti a casa de David, teu servo." (1 Crónicas 17:20; 23-24).

David não compreendia como é que ele morava num faustoso palácio e que o lugar de habitação de Deus fosse feito de "cortinas" (1 Cr 17:1). David queria mais, desejava construir uma casa para Deus. Inicialmente o profeta Natã disse a David para avançar, mas naquela mesma noite, Deus falou ao profeta dizendo-lhe que não seria David a edificar o templo, mas o seu filho, Salomão. Ao saber isto, David não ficou desapontado, antes, percebendo a sua inutilidade reconheceu: "Quem sou eu, Senhor Deus?" e irrompeu numa oração de louvor e gratidão a Deus. David ficou contente por perceber que Deus permitiria a construção do templo. O importante era que a vontade de Deus fosse feita e que o nome de Deus fosse engrandecido nessa edificação.

Deus continua hoje a edificar o seu templo, a igreja do Seu Filho Jesus. Essa edificação ocorre quando homens e mulheres se sujeitam à vontade de Deus. Quando verdadeiramente damos lugar à presença do Deus e quando engrandecemos o Seu único nome, tornando-o conhecido. Ele deseja usar-nos nessa edificação. Que assim seja.